Luiz Alex

Como aproveitar melhor a sua entrada de máquina

16 de fevereiro de 2012 | Publicado em: Notícias Papel Revistas e Catálogos

 É bastante comum eu receber uma consulta assim:

“Favor orçar revista, formato 210×280 mm fechado, 420×280 mm aberto, 26 páginas totais, 4×4 cores, papel couche 150g/m² na capa e couche 90g/m² no miolo, acabamento refile, dobra e grampo, 7.500 peças.”

Apesar de muitos já saberem disso, gostaria de esclarecer um fator primordial para publicações e catálogos grampeados:

NECESSARIAMENTE TEMOS QUE TRABALHAR COM MÚLTIPLOS DE 4 PÁGINAS.

Ou seja, pra uma revista ou um catálogo comum, temos que trabalhar com 4, 8, 12, 16, 20, 24, 28, 32…(…) páginas.

Cada lâmina de uma revista grampeada consiste em uma folha formato aproximado 420×280 mm dobrada no meio.

Dessa forma, para cada lâmina temos 4 páginas.

Exemplo padrão de lâmina:

 

 

 

 

Então, seguindo a construção normal de uma revista, é impossível temos uma revista com 26 páginas (pois teríamos duas páginas soltas, o que impossibilitaria o grampeamento).

Teremos, necessariamente, que produzir 28 páginas (mesmo que duas delas fiquem em branco).

Aproveitamento de máquina.

Esclarecido esse aspecto, vamos além, pra tentar mostrar como aproveitar melhor a máquina que vai rodar sua revista (plana).

Recebo tantas consultas com relação ao aproveitamento de papel, mas muitos se esquecem que podem economizar muito dinheiro pensando no aproveitamento das entradas de máquina!

Vamos pensar de forma prática:

Caso 1 – Pense numa revista com 16 páginas TOTAIS.

Capa em couche 150g/m², miolo em couche 90g/m².

Teremos:

A – uma entrada de máquina para impressão da capa (sozinha);

B – uma entrada de máquina de meia-folha, para impressão de 1 caderno de 8 páginas;

C – uma entrada de máquina para impressão de mais 4 páginas, pois essa lâmina “sobrou” sozinha para ser impressa.

Resultado: 3 entradas de máquina (acertos, malas, gravações de chapas, lavagens de máquina).

Caso 2 – Pense numa revista com 20 páginas TOTAIS.

Capa em couche 150g/m², miolo em couche 90g/m².

Teremos:

A – uma entrada de máquina para impressão da capa (sozinha);

B – duas entrada de máquina de meia-folha, para impressão de 2 cadernos de 8 páginas, ou uma única entrada de máquina de folha-inteira para impressão de um caderno de 16 páginas;

Resultado: DEPENDENDO da tiragem da sua revista, podemos imprimir uma revista de 20 páginas com menos acertos, menos desperdício e menos entradas de máquinas do que teríamos em uma revista de 16 páginas.

Por isso, muitas vezes, quando um cliente pede para aumentar ou diminuir APENAS 4 páginas, o valor não muda muito, pois a impressão offset plana é feita em CADERNOS ou de 8 ou de 16 páginas (para esse formato de revista), salvo raras exceções quando a gráfica possui um equipamento de ¼ de folha.

Sei que o assunto é muito técnico pra quem não é do meio, mas coloco-me à disposição de quem precise planejar sua próxima publicação, para que se possa obter o melhor custo-benefício em relação ao aproveitamento das entradas de máquina!

Tenham um excelente carnaval!

4 Comentários para “Como aproveitar melhor a sua entrada de máquina”

  1. luis disse:

    Mas no 66 x96 cm , o aproveitamnto não seria melhor,tanto para capa ,quanto miolo,pois faria cadernos de 16 pag e quatro capas por folha,cadernos quebrados de 1/8 e 1/4 ,daria menos folhas com corte posteior e dobra , alem de cadernos com 12 pag?

  2. Marco Bueno disse:

    Luiz,

    Fantástica sua explicação.
    Se todos os fornecedores dessem essa explicação técnica, com certeza, evitaríamos desperdício de tempo e com certeza não teríamos o retrabalho.

    Um abraço
    Marco Bueno

    • luizAlex disse:

      Marco Bueno, eu que te agradeço! Pela visita no site, pelo comentário e pelos elogios.
      Sou a favor de valorizarmos cada vez mais profissionais de cada segmento, especialistas. Dessa forma fazemos com que todo atendimento seja sempre feito por pessoas habilitadas e capacitadas, evitando (em qualquer segmento) trabalhar com amadores que podem comprometer consideravelmente a qualidade dos nossos trabalhos, das nossas encomendas, da prestação de serviços em si.
      Conte comigo sempre, quando precisar de qualquer trabalho gráfico.
      Abs.
      Luiz Alex

  3. Ivy disse:

    Muito bom… vou divulgar para os meus alunos.

    bjus

Deixe um comentário

Desenvolvido por Jotac